Meu Diário
15/04/2018 10h47
Viagens de rotina

Morros de Garuva

 

Nesta manhã fui até Joinville, passando em Garuva para deixar o Mendel no plantão do P. A., os morros ao redor ainda em névoas e cobertos pela ausência do sol, garoa fina, mas a paisagem encanta justamente por isso.


Publicado por LuizcomZ em 15/04/2018 às 10h47
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Você deve citar a autoria de Luiz Antonio de Campos e o site www.luizcomz.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
13/04/2018 12h58
Como despertar a solitária...

... que habita o ser.

 

Rala o trem, espalha na travessa, já põe os ovos, fermento;

Acrecente o pote de nata, bom dimais uai;

Ajunte o polvilho pra cimentar o tróço, fica mais concistente dibão;

Amassa, ajunta, espreme,enrrola, espicha , encolhe, vira prum lado, vira proto, deixa descansar um cadinho.

Começa a enrrolar, fazer as tripinhas, vai distribuindo na assadeira e deixa o forno já ligado, temperatura máxima.

Espia só, fica desse jeito, coisa de loko, crocante por fora e derretida por dentro;

Café, chá, suco, ou sózinha mesmo, se não tem nada preparado para beber vai molhando com a saliva mesmo, de qualquer jeito fica bom que nem presta.


Publicado por LuizcomZ em 13/04/2018 às 12h58
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Você deve citar a autoria de Luiz Antonio de Campos e o site www.luizcomz.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
11/04/2018 16h51
Cães abandonados

Cães abandonados

Vídeo dos filhotes.    Cães abandonados 2

Na madrugada desta terça para quarta feira, foram abandonados numa residência em frente à praia, cinco filhotes de cães SRD (sem raça definidas), aparentemente estão bem, foram bem tratados até o momento em que decidiram abandoná-los, deixaram no local um punhado de ração e um pote com água.

Os interessados devem dirigirem-se pela Av Brasil, esquina com rua 1600, descendo em direção à praia, a segunda casa virando a esquina.

Não há sinal de feridas ou parasitas, as manchas nos olhos são de escreções das vistas empoeiradas, ao que parece.

Um já foi adotado, postamos nas redes e uma senhora pediu ao marido que viesse buscá-lo.

Em tempo (Atualização: às 18h00 todos já haviam sido levados. Graças a Deus)


Publicado por LuizcomZ em 11/04/2018 às 16h51
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Você deve citar a autoria de Luiz Antonio de Campos e o site www.luizcomz.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
06/04/2018 00h22
Bolhas, para que te quero...

O Ministério da Saúde Adverte:

 

Caminhar na praia sem protetor solar ou boné, dá nisso mané!

Sobretudo quando a parte superior do tronco é desprovida de fios capilares de proteção natural, aquilo que na juventude costumamos pentear, os CABELOS!

CHUPA, CARECA!!!!!


Publicado por LuizcomZ em 06/04/2018 às 00h22
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Você deve citar a autoria de Luiz Antonio de Campos e o site www.luizcomz.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
05/04/2018 15h54
Os mitos da praia de Itapoá

O Canto da Sereia

Caminhando pela praia como de costume, desta vez no sentido Itapoá / Itapema do Norte, há uns 1100 metros da Rua 1600, me deparei com este aconchegante espaço gastronômico.

Uma pequena e atraente construção de madeira, com temática toda de praia, surf e pesca, o que chama atenção é a estátua de uma sereia feita em cimento e revestida com pedaços de espelhos. O local é uma lanchonete onde se serve o que de mais comum se oferece em locais como esse, no entanto, o capricho e o cuidado com a decoração, torna-o um espaço diferente e acolhedor.

A sereia como símbolo, chama atenção pelo ineditismo da figura por estas bandas, e também pelo que representa no imaginário popular.

Figura mitológica, de beleza inigualável, atraia os navegantes com seu canto lírico belíssimo e embriagador, o que deixava aqueles que ouviam completamente seduzido e levados às profundezas dos mares por descuido e um encontro sempre impossível.

A ducha está a disposição de todos, evidentemente que a um pequeno custo para a própria manutenção.

Pelo jeito, o idealizador do ambiente mora no local, pois ao fundo se vê o que parece ser um atelier para a elaboração dos sonhos em realidade.

 

Este é o Canto da Sereia. Caminhando pela praia, fica na Rua 1390, 55, me corrijam se estiver enganado, pois eu fui pela areia e não pelo asfalto.


Publicado por LuizcomZ em 05/04/2018 às 15h54
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Você deve citar a autoria de Luiz Antonio de Campos e o site www.luizcomz.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Página 2 de 48 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]