Textos


Porque deu vontade.

Minha namorada tem, cronologicamente 53 anos.
Fisicamente, diria que tem 48. Espiritualmente, do
ponto de vista jovialidade, diria que está na sua idade
mais proativa, entusiasmada, de bem com a vida, por
conta disso diria que está com 35 anos.

Porém, como o sentimento que tenho aqui comigo,
esse troço, não sei bem o nome, mas que ainda dá frio
na barriga, faz arrepiar, eu ainda a vejo com seus 14
anos.

Bom, nem preciso dizer que eu seria taxado de
pedófilo nos dias de hoje. Mas, naquele tempo nem
essa palavra existia. Nem sabíamos se existia esse tal.
Claro que eles são bem mais antigos que isso, mas não
tínhamos idéia de que tal fato ocorria. Acontece que
minha lembrança, nosso primeiro encontro, foi algo tão
marcante e tão forte, que não tem como esquecer
aquela imagem diante de mim.

Lembro-me de que ao vê-la, tudo o mais ao redor se
esvaneceu, é como se o foco da câmera do celular
desse destaque para a imagem central e apagasse as
demais à volta. Os cabelos negros lisos e brilhantes
caiam abaixo à linha da cintura. O sorriso, mostravam
os dentes brancos e com um ligeiro espaço entre os
dois principais que a deixavam ainda mais jovem do
que realmente era. Um charme.

Quando se aproximou do local onde eu estava e me
fez a pergunta, percebi o olhar mais penetrante e doce,
gentil e profundo que alguém pudesse dirigir a uma
pessoa. Fiquei estático, por meio segundo, não mais
que isso. Afinal, a pergunta me chamou à realidade
imediatamente. "- Você que é o carinha do som?"
Começou assim a nossa aventura. São 38 anos de
muitas aventuras, emoções, alegrias, claro que entre
uma e outra coisa houveram também os perrengues,
afinal, quem não os teve. Mas a somatória de
contentamento é inumeramente maior. E é bom que
tenha perrengues, são eles que dão a couraça para se
levar à frente as cargas e bagagens do aprendizado, do
crescimento emocional, o que só faz o amor crescer,
fortalecer. Mas, qual o motivo para eu estar falando
essas coisas hoje? Nenhuma data especial ou
comemorativa.
Não é aniversário dela, nem data de nascimento,
casamento, de namoro, de noivado ou qualquer outra.
E quem disse que precisamos de datas para falar de
quem se ama.
A namorada é minha, o amor é meu e falo quando dá
vontade.
Hoje deu vontade. Feliz Natal!
LuizcomZ
Enviado por LuizcomZ em 17/11/2016
Alterado em 17/11/2016

Música: Can't take my eyes of off you - Frankie Vallie

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Você deve citar a autoria de Luiz Antonio de Campos e o site www.luizcomz.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários