Textos


... E quando ouvires calunias contra vós por me defender, serás bem aventurado.

Bem aventurados os pacificadores porque serão chamados filhos de Deus. Daí vem a chave para entender porque Jesus fora chamado, Filho de Deus. Pacificador por excelência.
Embora todos nós sejamos filhos de Deus, pacificador é o que traz a paz aos aflitos, desamparados, em agonia, desacreditados, desesperançados. Estou correndo atrás da paz, pois nem pacífico sou.
Pise,pois, no meu calo.
Pedro, em sua Ep 1ª 3:11, diz, Busque a paz e siga-a com perseverança. Ainda estou buscando. Como então, querer ser um pacificador? Você está em paz? Eu não! Paz implica, desapego.
Desapegar é afastar-se do que nos prende. Dogmas, modismo, inveja, ódio, sentimento de vingança, até do amor. Se o bem amado não está feliz, liberte-o, se afasta e deixe-o seguir em busca daquilo que lhe traz a paz, a felicidade. Mas, deixe sua porta aberta para quando o amor voltar, se explicar, enternecer.
Porém, libertar-se, desapegar de algo não é virar as costas, é ficar junto e lidar com essas amarras sem esquecer o que é o amor.
Estar em paz significa, estar em paz com tudo e com todos, sobretudo, consigo mesmo.
É assim que você se sente? Se, assim, busque a paz e seja um
pacificador. 
Bem aventurados os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino do céu. Para ser perseguido por causa do Cristo, é preciso ser Cristão na mais profunda acepção, na mais profunda verdade.
Quantos conhecemos que são cristãos apenas no templo, diante dos próprios irmãs de fé, mas que à menor contrariedade, por menos que seja a diferença de crença ou pensamento, maldiz o semelhante.
Não é capaz de aceitar o ponto de vista, a ideologia e a fé alheia. Esse exercício é diário, mais que diário é contínuo e presente segundo a segundo. É assim que se sente?
Recordo-me das dualidades, em particular, do mundo real e do mundo ideal. No mundo ideal somos perfeitos e queremos, exigimos a perfeição, a vivemos na plenitude com naturalidade.
No mundo real, a perfeição nem sempre pode, sequer, ser percebida, sentida, que dirá vivida.
LuizcomZ
Enviado por LuizcomZ em 09/07/2018
Alterado em 09/07/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Você deve citar a autoria de Luiz Antonio de Campos e o site www.luizcomz.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários