Textos


O que é o espírito e qual é sua natureza íntima?
Tempos atrás participava de uma reunião num salão de vegetal. Trata-se de um religião da floresta amazônica. Convidado por um grande amigo, pessoa de caráter e ilibado comportamento. Terminada a sessão perguntei a ele, Mestre (lá, os dirigentes dos centros espiritas são denominados de Mestres), qual é a sensação de sair do corpo? Os demais participantes e iniciados, comentavam que durante as sessões alguns saiam pelo processo de desdobramento e subiam até o Astral Superior. Ele me respondeu, - "Não tenho a nenor ideia, nunca arrendei o pé desta cadeira, fico aqui sentado examinando um jeito de me tornar melhor para aqueles que vivem aqui na terra comigo, meus filhos, minha esposa e meus vizinhos no bairro. Não consigo entender direito nem minha companheira que sou casado a tantos anos, que dirá entender o que não está próximo e menos ainda o que é transparente e não dá para ver". Considerando isso, será mesmo que precisamos entender, ou mais ainda, conhecer a natureza íntima dos espíritos? Basta saber o necessário e o que está ao nosso nível de conhecimento. Não quero com isso desanimar os que, como eu, buscam nos estudos um melhor entendimento. No entanto, a que se prestará, o descobrir? Quando descobrir, entenderá que sua experiência serve apenas para você, os demais terão que descobrir sozinhos, nada que diga fará sentido, mesmo porque, não encontrará palavras que definam de modo compreensível tal experiência. Veja que situação! A mim, sei que tudo é energia. Milhares de partículas inundam o universo. Tudo se agrega e desagrega, o eterno recomeço.
É disso que o espírito é feito, energia, e a fonte de toda essa energia é Deus, Creador de tudo quanto há.  
LuizcomZ
Enviado por LuizcomZ em 21/05/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Você deve citar a autoria de Luiz Antonio de Campos e o site www.luizcomz.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários