Textos


ILUMINA

Ilumina, oh! Minha mãe
Esse medo por favor,
Me mostre a liberdade
De viver no seu amor;
Me leve às profundezas
Das minhas emoções,
Para eu ver com clareza
Inconscientes negações;
Que me deixam dormindo
Em distorcido prazer,
Seguindo distraído tão
Distante de você.
Como vós eu quero ser
Como a lua a clarear,
Refletindo a luz do sol
Para a noite iluminar,
Rumo ao oceano
Nas suas águas brincar,
Só beleza apreciando
Para a vida celebrar.
Oh! Mãe. Oh! Mãe de Deus,
Proteja os filhos seus;
Oh! Mãe. Oh! Mãe de Deus,
Perdoe os filhos seus.
Deixar a luz brilhar
A flor florescer,
A vida revelar
A verdade do meu ser;
Deixar o sol nascer
Dentro do meu coração,
O amor manifestar
A mais pura gratidão;
Ho! Mãe, mãe natureza,
Mostrai-nos vossa beleza;
Ho! Mãe, mãe natureza,
Lembrai-nos da nossa essência.
Interceda junto ao Pai
Levando a minha oração,
O pedido é a benção
Que me traz aceitação,
A vós quero servir
Junto a ti quero seguir,
Aprendendo a dizer sim
Para tudo o que há de vir;
Oh, mãe! Oh, mãe de Deus!
Oh, mãe! Oh, minha mãe!
Desconhecido
Enviado por LuizcomZ em 03/01/2015
Alterado em 05/03/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Você deve citar a autoria de Luiz Antonio de Campos e o site www.luizcomz.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários