Meu Diário
19/07/2018 06h59
Meu Amigo Antunes

Cumpriu seu Tempo...

 

Amigo de boa data, pouca, porém, intensa.

Nos reuniamos quase que diaramente para 

Tomar o café na Panificadora Maykon. 

Uma criatura de humor refinado, sempre zoando e 

Nunca deixou de trazer alguma piada na manga.

Estava sempre pronto a dar respostas com duplo sentido,

Sem ofender, com graça e oportunismo.

Lourival era seu nome de batismo, 

Omitia em favor ao nome de guerra, Lourival. Por sinal, com

Uniforme do Batalhão de Pacificadores da ONU,

Realizou missão de paz no Canal do Suez.

Inquieto por excelência, enxegava o longe, perto.

Viajado e conhecedor de muitas culturas,

Alertava para todos os assuntos e sempre tinha uma resposta.

Levou consigo boas influências; mesmo sem o pai, cresceu de

 

Bem com a vida, sem resquícios da infância.

Espiritualizado e ciente de que era um 

Viajante de passagem por 

Estas bandas da galáxia,

Nunca deixou de crer no Ser

Unico e Criador de tudo quanto há no universo.

Teimoso, é verdade, mas a 

Teimosia era pelo justo, por um

Ideal e pelo certo.

 

Desdenhou da própria sorte, não pararia de fumar, pois,

Esteve com o vício a maior parte do tempo em vida;

 

Ontem, hoje, e, se tivesse que parar agora, seria hipocrisia.

Levou a vida como entendeu que devia, fez tudo o que achou

Importante fazer e as coisas mais simples também.

Vendia saúde para quem não sabia de suas dores.

Estivemos algumas boas horas conversando, na padaria ou

Instalado entre os gatos de criação, 

Raras vezes ouvi reclamar da sua condição;

Alma tranquila, olhar percrustador, partiu sereno e confiante.

 

 


Publicado por LuizcomZ em 19/07/2018 às 06h59
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Você deve citar a autoria de Luiz Antonio de Campos e o site www.luizcomz.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
18/07/2018 09h15
Café e Prosa

Pedro Balarin...

Uma visita assustadora...

Sabendo que o vizinho e amigo Pedro havia dito que esta semana estaria em Itapoá,  fui até sua casa esta manhã. Chegando pelo lado da orla, de longe o avistei na varanda da casa sentado e com os pés apoiado noutra cadeira. Cheguei na certeza de que ele havia me visto ou percebido o vulto, afinal, estava a menos de 4 metros dele. Intertido com o WhatsApp, não se deu conta de minha chegada. Passado uns minutos, três ou quatro, fiz a foto que estampa o texto e enviei para ele pelo aplicativo. Escrevi, - Tô aqui. Percebi que recebeu e logo começou a digitar. Respondeu, algo como daqui a pouco vou aí.

Dei risada e falei em voz alta - Tô Aqui! Assustado, levantou-se lépido, - Ô, Luiz, tava aqui falando com fulano.... mas você chegou mansinho demais, uai! 

É bom quando estamos absorvidos pelo óco, isso é privilégio de poucos.


Publicado por LuizcomZ em 18/07/2018 às 09h15
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Você deve citar a autoria de Luiz Antonio de Campos e o site www.luizcomz.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
15/07/2018 14h47
Mel dicamentos

Os meldicamentos do Raúl

Veja o vídeo 

Doces Comprimidos

Dia desses recebi uma ligação do amigo Raul, eram 16h00, estava dormindo, como ele nunca liga, acordei com o chamado e vendo ser ele, atendi logo. - O piá, você foi lá em casa agora? Ele trata todos por piá, mania de caboclo do Sul. Respondi que não e que estava em casa. - Porra, acabei de ver você andando lá, com uma bermuda e o casaco cinza, o bonézinho e tal!

Mais tarde na pacificadora Maikon, Alencar e Tonico que estavam conosco tomando o café costumeiro, disseram,  - Liga não, é a idade, depois dos 70, as pessoas costumam ver coisas estranhas e ver amigos que estão longe. Brincadeiras a parte, estávamos todos de calça comprida e casacos, o frio estava pegando pela proximidade do final do dia, devia estar uns 14/15°, o Raul era o único de bermuda, camiseta e chinelo havaianas. O Alencar perguntou zoando, - O "jovenzinho" vai surfar? Mas, tomar medicamento para pressão alta, labirintite, reumatismo, conjuntivite, hipoglicemia, ejaculação precoce, e o mais incrível, para o diabetes, com leite condensado??? Só o Raúl. Veja no vídeo acima!


Publicado por LuizcomZ em 15/07/2018 às 14h47
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Você deve citar a autoria de Luiz Antonio de Campos e o site www.luizcomz.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
10/07/2018 11h48
Bom e Mau

Dualidades....

 

Existem dois tipos de pessoas, as Boas e as Más, o entremeio, é normal!


Publicado por LuizcomZ em 10/07/2018 às 11h48
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Você deve citar a autoria de Luiz Antonio de Campos e o site www.luizcomz.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
09/07/2018 09h31
Bem Aventurados...

... E quando ouvires calunias contra vós por me defender, serás bem aventurado.

Bem aventurados os pacificadores porque serão chamados filhos de Deus. Daí vem a chave para entender porque Jesus fora chamado, Filho de Deus. Pacificador por excelência. Embora todos nós sejamos filhos de Deus, pacificador é o que traz a paz aos aflitos, desamparados, em agonia, desacreditados, desesperançados. Estou correndo atrás da paz, pois nem pacífico sou. Pise,pois, no meu calo.

Pedro, em sua Ep 1ª 3:11, diz, Busque a paz e siga-a com perseverança. Ainda estou buscando. Como então, querer ser um pacificador? Você está em paz? Eu não! Paz implica, desapego. Desapegar é afastar-se do que nos prende. Dogmas, modismo, inveja, ódio, sentimento de vingança, até do amor. Se o bem amado não está feliz, liberte-o, se afasta e deixe-o seguir em busca daquilo que lhe traz a paz, a felicidade. Mas, deixe sua porta aberta para quando o amor voltar, se explicar, enternecer. Porém, libertar-se, desapegar de algo não é virar as costas, é ficar junto e lidar com essas amarras sem esquecer o que é o amor.

Estar em paz significa, estar em paz com tudo e com todos, sobretudo, consigo mesmo. É assim que você se sente? Se, assim, busque a paz e seja um pacificador. 

Bem aventurados os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino do céu. Para ser perseguido por causa do Cristo, é preciso ser Cristão na mais profunda acepção, na mais profunda verdade.

Quantos conhecemos que são cristãos apenas no templo, diante dos próprios irmãs de fé, mas que à menor contrariedade, por menos que seja a diferença de crença ou pensamento, maldiz o semelhante. Não é capaz de aceitar o ponto de vista, a ideologia e a fé alheia. Esse exercício é diário, mais que diário é contínuo e presente segundo a segundo. É assim que se sente?

Recordo-me das dualidades, em particular, do mundo real e do mundo ideal. No mundo ideal somos perfeitos e queremos, exigimos a perfeição, a vivemos na plenitude com naturalidade. No mundo real, a perfeição nem sempre pode, sequer, ser percebida, sentida, que dirá vivida.


Publicado por LuizcomZ em 09/07/2018 às 09h31
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Você deve citar a autoria de Luiz Antonio de Campos e o site www.luizcomz.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Página 1 de 49 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [próxima»]