Textos


Páscoa, história para boi dormir.

Assim como Jesus é apresentado e vendido pelos novos "mercadores dos templos", a tal "prosperidade", entrega-se de um tudo aos pastores e padres, pais de Santo e doutrinadores de todos os credos, religiões e seitas. A promessa é um terreno com a melhor vista no céu. Como vizinho, ninguém menos que Jesus e seus anjos. Muito bem, sabemos que Coelho não põe ovos. Mas esse é um dos menores problemas, uma vez que a genética pode dar um jeito nisso, pelo menos em laboratório. Páscoa, como já explicou Haroldo Dutra Dias, excelente palestrante e estudioso das escrituras, ao qual tive o prazer de vê-lo pessoalmente em palestra realizada na Furb, Blumenau, Páscoa é o pulo  da casa  marcada com sangue na porta pelo sacrifício do cordeiro. E como coelho pula, logo...  Uma tradição que Jesus veio terminar com essa prática, doando de forma peremptória, o sangue da salvação para aqueles que Nele crê. A Páscoa de hoje é comércio, é chocolate no povo e dinheiro no caixa de que os produz. A produção é válida, gera empregos e dá oportunidades. A utilização é que é o mal. E contradizendo o que disse Jesus, nesse caso, o mal é o que entra pela boca. Ele, o divino Mestre, contenta-se com a sua lembrança diária do seu legado maior, a Boa Nova. Que a verdadeira Páscoa seja a minha, a sua e de todos na reforma íntima e que seja todos os dias.
Mas, tem o lado lúdico da data, hoje não mais, mas fiz muitas pegadinhas pela casa, imitando as patinhas do Coelho para alegria dos meus filhos, e a minha, é claro, afinal, tem coisa melhor do que vê-los alegres e ávidos procurando pela casa, quintal, gavetas, as várias pistas falsas até encontrar os ovos? Isso não tem preço. 
Que cada um curta sua Páscoa como a entende e crê. O bom é a reunião em família, essa continua a mesma desde os tempos de Cristo.
פליז פסקואה
É isso, Feliz Páscoa!


 
LuizcomZ
Enviado por LuizcomZ em 01/04/2018
Alterado em 02/04/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Você deve citar a autoria de Luiz Antonio de Campos e o site www.luizcomz.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários