Textos


Hoje, ao sair de casa logo cedo, mandei mensagem para alguns amigos vizinhos, dizendo que queria tomar café ou um chimarrão. Bem de verdade, queria mesmo era prosear. A conversa com um conhecido é sempre proveitosa. Dependendo do veio que toma o rumo a viagem vai longe. Não só de tempo, mas de eras. Voltar no tempo com quem é contemporâneo faz um bem danado para fluidificar as lembranças e refrescar a memória. Com o passar do tempo o ser humano precisa desse contato com o passado, com pessoas de mesma idade e melhor ainda quando são de bom senso, coerentes, equivalentes no discurso. Uma das coisas que mais auxiliam o bem viver é saber que logramos ao longo do tempo amigos em quem podemos confiar, contar, mesmo que seja para uma caneca de chá. Das coisas que eu sei, fica a lembrança de quando pequeno, minha avó se fazia cumplice para passar pela janela da cozinha, um pedaço do bolo ainda quente, recém saído do forno, para que ninguém visse, impossibilitando assim, satisfazer minha gula, já que naquele tempo, bolo quente fazia mal, no entender de minhas tias. Nessa pequena viagem, fica a certeza de que as três, vó Vitória, tia Maria e Tia Landa, já não estão aqui para me satisfazer com esses mimos. O tempo as levou, mas deixou uma marca importante morando comigo, nas minhas lembranças de quando criança.

Em tempo:
Na foto, Tia Maria e Vó Vitória.
LuizcomZ
Enviado por LuizcomZ em 23/04/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Você deve citar a autoria de Luiz Antonio de Campos e o site www.luizcomz.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários