Meu Diário
26/09/2022 03h44
Algoritmo, um gozador!

Mais um...?

 

Noite passada estava chuviscando, uma contínua e fina garoa, praticamente uma cerração, somente que o volume de gotas que pingava ao cair, eram suficiente para tirar o sono porque caíam sobre uma prancha de surf que estava logo abaixo de minha janela pelo lado de fora, o que me fez sair do quarto às 2h34 da madrugada e tirar a prancha da posição que estava. De volta ao quarto, perdi o sono e resolvi procurar algo na internet para assistir e com boa sorte, voltar a dormir. Abro o YouTube na esperança de achar algo que me entretenha, me deparo com este vídeo, "Abra seu terceiro olho em 15 minutos". Que pensar disso? Eu querendo fechar dois olhos e o algoritmo me manda abrir o terceiro? 

Só pode estar me zoando! 


Publicado por LuizcomZ em 26/09/2022 às 03h44
 
06/08/2022 06h43
A Espera...

Sempre, isso nos idos tempos, o dia 6 de Setembro era o dia mais longo do ano, mais que o dia 24 para 25 de Dezembro, e olha que nesta transição haviam os presentes, mas esperar o 7 de Setembro era diferente. Acontece que pela primeira vez éramos lançados a sermos os protagonistas da festa, não apenas os convidados. Para muitos, como fora para mim, ansioso por aparecer na avenida principal da cidade com um tarol, um surdo, uma corneta ou um simplório triângulo era motivo para não dormir na noite anterior. E se aqueles olhos tão esperados estivesse atento quando passassemos por eles, ai era a cereja do bolo. Todo o tempo de ensaio, todos os calos nas mãos das banquetas eram compensados. E ao término de nossa apresentação, todos os estudantes corriam às pressas para deixarem seus instrumentos e voltar para ver o desfile dos militares, o verde oliva cobrindo o cinza do asfalto, espalhando o que para mim sempre foi e é a mensagem mais clara, a de que eles estavam ali para nos dizer, - Fiquem tranquilos, estamos cuidando de sua pátria, sua casa está segura.

Os anos se amontoaram, os valores se dispersaram. Mas quem viveu esse período onde a família, o civismo, o reconhecimento de onde vem tudo o que nos move, inspira e faz nascer sempre um novo dia, esses não esquecem. Salve a nossa querida e sempre idolatrada pátria amada Brasil!

Salve a Semana da Pátria! 

 


Publicado por LuizcomZ em 06/08/2022 às 06h43
 
01/08/2022 20h41
Almas Gêmeas

O Kyozky e suas histórias...

 

Uma dessas coincidências encantadoras que ocorre vez por outra em nosso caminho, e que sem nem se dar conta, se abanca e toma de conta. 

Pois é, assim parece ter acontecido com estas duas criaturas encantadoras e divertidas. Não me cabe ajuizar se isto é constante ou se periódico, o que vale é a impressão que se deixa ao passar por lugares antes nunca frequentados.

E o Kyozky tem dessas coisas, o lugar está sempre atraindo boas histórias.

A que pretendo lhes apresentar tem a ver com alegria, cumplicidade, atenção, respeito, enfim, coisas que só o amor é capaz de proporcionar.

Sempre com o aval inconteste da mãe e sogra, que sempre ao referirem à filha Renata, diz com maior orgulho, - Fui eu quem fiz!

Marisa, Milena, Renata e Luizcomz.

Acontece que o encanto se estende à nora, Milena, de quem vê pela felicidade da filha, uma filha igual. Afinal, quem minha filha beija minha boca adoça!

O que lhes é ainda mais peculiar e marcante, a sincronia de gestos, frases, e, aptidões. Embora Milena guarde uma distância considerável aos assuntos do invisível, Renata vem buscando justamente entender o significado e motivo de sua presença na família da qual faz parte na atual encarnação.

Milena diz com assertividade conclusa, Renata é o coração da união de ambas, enquanto ela, Milena, é a cabeça. Se conheceram num quatro de setembro, em questão de semanas já decidiram que seguiriam juntas, passando a morar juntas e viverem como casal. Dois anos depois, também no mesmo dia, 4 de setembro, casaram. Em cartório. Unidas a seis anos, tomaram uma decisão radical. Mudar de casa, cidade, estado e região, vão morar em Maceió, no ensolarado estado de Alagoas. Maringá é história.

Uma das muitas histórias que ouvi neste primeiro encontro com elas, algo que me chamou atenção, é que ambas têm a mesma psicoterapêutica holística, e que ao visitarem em dias diferentes, a profissional sente tamanha energia nessa união, que acaba sempre por trocar os nomes, chamando Renata de Milena e Milena de Renata. Isto levanta uma hipótese plausível, são almas gêmeas em resgate mútuo de vidas bem vividas em outros tempos?

Segundo Milena, sua companheira é muito sensível e tem, o que entendo como o terceiro olho, a faculdade de prever acontecimentos e com um alto grau de comprovação. Algo que de fato precisa ser bem trabalhado, é um dom que vem facilitar na própria relação, mas, muito mais aos que lhe acorreram em momento de inexplicáveis situações tidas como misteriosas, e que são acontecimentos do cotidiano e trivial para o mundo dos espíritos.

Bom, o relato é o que senti e pude perceber de nosso curto bate papo enquanto as três, Marisa, Renata e Milena proporcionaram em mais uma bela noite no Kyozky.

Uma dessas coincidências encantadoras que ocorre vez por outra em nosso caminho, e que sem nem se dar conta, se abanca e toma de conta. 

Pois é, assim parece ter acontecido com estas duas criaturas encantadoras e divertidas. Não me cabe ajuizar se isto é constante ou se periódico, o que vale é a impressão que se deixa ao passar por lugares antes nunca frequentados.

Milena com a Lulu no colo, Renata e Juliana em foto desta terça-feira, 02/08.

E o Kyozky tem dessas coisas, o lugar está sempre atraindo boas histórias.

A que pretendo lhes apresentar tem a ver com alegria, cumplicidade, atenção, respeito, enfim, coisas que só o amor é capaz de proporcionar.

Sempre com o aval inconteste da mãe e sogra, que sempre ao referirem à filha Renata, diz com maior orgulho, - Fui eu quem fiz!

Acontece que o encanto se estende à nora, Milena, de quem vê pela felicidade da filha, uma filha igual. Afinal, quem minha filha beija minha boca adoça!

O que lhes é ainda mais peculiar e marcante, a sincronia de gestos, frases, e, aptidões. Embora Milena guarde uma distância considerável aos assuntos do invisível, Renata vem buscando justamente entender o significado e motivo de sua presença na família da qual faz parte na atual encarnação.

Milena diz com assertividade conclusa, Renata é o coração da união de ambas, enquanto ela, Milena, é a cabeça. Se conheceram num quatro de setembro, em questão de semanas já decidiram que seguiriam juntas, passando a morar juntas e viverem como casal. Dois anos depois, também no mesmo dia, 4 de setembro, casaram. Em cartório. Unidas a seis anos, tomaram uma decisão radical. Mudar de casa, cidade, estado e região, vão morar em Maceió, no ensolarado estado de Alagoas. Maringá é história.

Uma das muitas histórias que ouvi neste primeiro encontro com elas, algo que me chamou atenção, é que ambas têm a mesma psicoterapêutica holística, e que ao visitarem em dias diferentes, a profissional sente tamanha energia nessa união, que acaba sempre por trocar os nomes, chamando Renata de Milena e Milena de Renata. Isto levanta uma hipótese plausível, são almas gêmeas em resgate mútuo de vidas bem vividas em outros tempos?

Segundo Milena, sua companheira é muito sensível e tem, o que entendo como o terceiro olho, a faculdade de prever acontecimentos e com um alto grau de comprovação. Algo que de fato precisa ser bem trabalhado, é um dom que vem facilitar na própria relação, mas, muito mais aos que lhe acorreram em momento de inexplicáveis situações tidas como misteriosas, e que são acontecimentos do cotidiano e trivial para o mundo dos espíritos.

Bom, o relato é o que senti e pude perceber de nosso curto bate papo enquanto as três, Marisa, Renata e Milena proporcionaram em mais uma bela noite no Kyozky.

Claro que não poderia faltar a escatológica história das unhas novas da Milena. Como limpar o... Bom, segundo ela, o problema mesmo é na hora de limpar o nariz, tirar ranço, ajeitar o salão de festas, sabem como é...

Pois então, ela nunca teve unhas compridas e isso vem causando um certo desconforto, quanto ao nariz, mas e quanto aquele lugar que nunca bate o sol, segunda ela..., de boas! (que fique bem claro, estas são palavras da Milena, apenas reproduzo com fidedignidade).

Desculpem, mas tentei ser o mais fiel e menos invasivo quanto à impressão de ambas.

Mas, pô Milena, essa das unhas novas, ficou estranho heim?


Publicado por LuizcomZ em 01/08/2022 às 20h41
 
27/07/2022 17h01
Gabi... Gábi...

Um tour pela loja ao som de Steppenwolf, assista até o fim...

Veja todas as fotos e a loja

 

Rua Do Príncipe, 873 (próximo à Catedral)

 

Sim. Fiz algo novo e valeu muito a pena, visitei um brechó, sou apaixonado por Sebos e Brechós, e desta vez resolvi mostrar a vocês.

bon voyage !

 

Estive em Joinville nesta quarta-feira p/p e fiquei um tanto feliz ao encontrar por acaso este brechó.

Entrei sem pestanejar. A cada centímetro quadrado do ambiente me vi retornando ao passado, ao meu passado evidentemente.

Cada um terá sua visão, seu déjà-vu, o que não pode é entrar, ver, sair e não viajar no tempo.

Parabéns à Gabi, ou melhor, Gábi, como ela se refere, uma beleza tão incomum como muito dos objetos expostos em sua loja.

A começar pela gravura que já na entrada deixa claro quem é o chefe.

A logo é marcante pelo contraste entre tantas gravuras e relíquias.

Fachada com simetria e ... Será um auto-retrato?

Você já viu um destes?... Aqui em tamanho reduzido, mas eu alisei

calças e camisas num destes, de tamanho normal, refiro-me ao fero de brasa, porsupuesto

As bonecas de porcelanas, em toda casa na década 1950 a 1960

era íten recorrente.

Para quem curte um swell, a Kombi é o transporte ideal.

Oooooh Kiss Me Quick... Ah! Vai dizer que não dançou ao som desse Twist? 

Como disse, tem de tudo, adoro um pedal com gente inteligente,

(ih..., agora minha amiga angolana se acha!!)

Olha essa gata, está só para servir de aparador para a longa cigarrilha,

(com o rabo, of course)

Apesar de jurar que nunca comprou uma Kombi, até que têm muita

coisa relacionada, e esse prato, diz ter ganho de um funcionário da VW.

Um coração que sangra entre duas rosas sob um triste olhar de quem viveu o amor em vão!

O que nos leva a entender a charge acima... Para quem se vive?

Quando se tem empatia, o respeito é a coragem de ser quem é.

Algumas civilizações tem na lagartixa sua mais nobre protetora,

um anjo que sempre está acima e próximo ao protegido.

E como se não bastasse, fique certo de uma coisa, a sensação é

de que tudo está no seu devido lugar, de que cada peça tem sua

função, seu propósito, tudo alinhado com a vontade da Big Boss!


Publicado por LuizcomZ em 27/07/2022 às 17h01
 
08/07/2022 12h07
Incanto di Fiori

Nesta sexta-feira última, dia 8 às 14h00, aconteceu a inauguração do novo espaço

de flores da nossa amiga Kássia e Hadryano.

Contando com o bom gosto costumeiro da idealizadora do projeto, o espaço

com maior visibilidade

possibilita aos clientes maior acessibilidade a todas as plantas em exposição.

Vale observar a escolha dos ornamentos, como vasos, aparadores e iluminação.

a todos que não tiveram a oportunidade de comparecerem à reinauguração,

fica o convite.

A partir desta data localizado a Av. Brasil, em frente ao Super Mar.

 

Parabéns aos proprietários!


Publicado por LuizcomZ em 08/07/2022 às 12h07



Página 1 de 62 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » próxima»