Textos


Acreditar e Amar!

Aceitar
Sem pensar
É como almoçar,
É vontade chegar
Estômago avisar
É só degustar.
Se pestanejar
Nem vê o dia acabar.
Me ponho a pensar,

A dor a queimar
Passo o dia a meditar,
Que fiz para sangrar?
Meu dias há de melhorar,
Tenho fé e vou orar;
Aos que duvidar,
Por mim o Mestre vai olhar.
Do que fiz nada posso ignorar
Sei que soube amar,
Mas também magoar;
Como querer lamentar
Sabendo disso onde iria dar.
A natureza vem nos acalmar
Com suas reservas minerais remediar,
A fauna a nos encantar
E a flora nos alegrar.
Minha jornada alongar
Com o proprósito de sempre ajudar,
Não buscar glórias e a mão ocultar;
Ver o próximo como degrau a galgar,
Subir sem a ninguém menosprezar;
Estender a mão para amparar,
E jamais das vistas ocultar
A multidão a implorar,
O sofrimento a lhes engasgar;
Se podes ajudar,
Porque recusar?
Estenda a mão ajudando a levantar,
São irmãos a te implorar
pela vida, pelo ar;
Se podes amar,
​Faça antes do dia acabar.



Foto: Beija-Flor - Juciara Piancó

https://www.facebook.com/juciara.pianco?fref=ts
LuizcomZ
Enviado por LuizcomZ em 19/01/2015
Alterado em 23/11/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Você deve citar a autoria de Luiz Antonio de Campos e o site www.luizcomz.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários